.acreditar pela metade não vale!.

Na verdade, dinheiro é apenas um papel em que TODOS –  sem excessão – acreditam que vale alguma coisa.
Indo por esse lado, se não existir nenhuma excessão, algo vale mais do que REALMENTE vale…
Então acreditar é tudo?
SIIIIM!

Isso pode até ser visto como ilusão, “algo vale mais do que realmente vale“, só por acreditar, mas NÃO é! Porque a partir do momento que você acredita, de alguma forma passa energias boas seja lá para o que for.


MAS não se esqueça das excessões, ou melhor, SE ESQUEÇA! Acredite de corpo INTEIRO, pois se ao menos uma parte de você estiver duvidando, ela se torna maior e ocupa muito mais do que você espera, sem perceber.
Portanto, se for pra brincar de acreditar, não brinque pela metade, pois acreditar pela metade NÃO BASTA!
ACREDITE, MAS ACREDITE POR INTEIRO, ISSO SIM BASTA!

– Ozzim, L.

.escolha.

faça a sua lei, na qual a obrigação é ser feliz,
faça o seu porto seguro, no qual você pode montar um novo começo até as 4h da manhã,
faça as suas regras, nas quais a diversão é justamente quebrá-las,
faça o seu lugar, no qual você nem ligue pra onde está e sim com quem está,
faça o seu pedido, pedindo o direito de muitos outros pedidos,
faça TUDO – ou tente fazer -, ao menos uma vez na vida.
faça a sua escolha: ‘você quer ter razão ou você quer ser feliz?

– Ozzim, L.

.nada se esquece!.

Como se duas pessoas escrevessem o inesquecível com lápis 6B, e quando uma mão se solta, o lápis vacila e cai. Aí você tenta apagar, pode ser com a melhor borracha que existe, sempre ficam marcas das palavras.
E quando a fraqueza faz presença, tentar reler é inevitável e você é o que melhor entende essas marcas, mesmo não sendo nítidas. Se lembra de como as coisas eram quando tudo fazia sentido.

A fraqueza é passageira – SORTE! – agora é a parte da coragem fazer presença. Largar a borracha e apanhar o lápis outra vez, para escrever o começo de outra história.
Mas não faça isso com a intenção de esquecer COMPLETAMENTE o que você TENTOU apagar e sim com a intenção de preencher um buraco que se formou dentro do seu corpo.
Pois no final: “todos se acostumam com a falta, mas esquecer é IMPOSSÍVEL!

– Ozzim, L.

.máscaras.

O foda dessa vida são essas pessoas que estão sempre se escondendo por trás de uma máscara.
Quer queira, quer não, na sua casa você se comporta de uma maneira e no seu trabalho/escola, se comporta de outra. Mas o seu comportamento não muda pelo ambiente, e sim por causa das pessoas com quem você lida naquele momento.
Muitas vezes, você quer xingar, brigar, agredir, mas essa máscara te puxa, faz-te respirar fundo, contar até dez, você diz palavras gentis, deixando transparecer uma pequena ironia. Nem todas as máscaras são perfeitas.


Existem também as pessoas que usam essa máscara pra tudo, exageram tanto nesse uso, que se torna uma fantasia completa, que não se tira nem pra lavar.
Mas as melhores máscaras são as invisíveis, em que você não precisa tirar uma pessoa inexistente da frente, pra descobrir que é outra totalmente diferente! Aquelas em que você não precisa do tempo pra ‘descobrir‘ quem alguém é realmente, em que você conquista algo de carne e osso e não algo de plástico, quebradiço.
Máscaras sempre caem, pessoas sempre permanecem de pé.

– Ozzim, L.

.o desconhecido.

Os anos podem passar, mas nunca será o bastante para você conhecer o ‘tudo‘ da vida, ninguém consegue viver para conhecer tudo.
Em média, uma pessoa vive 72 anos, parece muito pra você? Não? Não é! Pois são tantas experiências, algumas que até mesmo uma pessoa de 90 anos desconhece.
Umas que têm um certo preço – uma viagem – e outras que não têm preço, como… essas – as melhores – são impossíveis de passar para o papel.


Vou morrer tendo em mente que qualquer pessoa tinha que viver 200 anos, pelo menos – especialmente as pessoas boas -, ainda assim não viveriamos todas as experiências da vida, mas pelo menos tentariamos, teriamos maior tempo para tentar.
Será que nesses 72 anos que se vive, todo mundo tenta viver tudo?
A vida tem experiências, que a própria experiência desconhece.

– Ozzim, L.

.copa do mundo.

É incrível o clima de copa do mundo.
Incrível como não há uma pessoa que não saiba o que é copa do mundo, como se fosse uma matéria que você considera fácil na escola.
Principalmente no Brasil, o país do futebol, se veste de copa do mundo, as calçadas, os chapeus, as bandeirinhas plastificadas em todo lugar. Está tudo verde&amarelo, não é você que está vendo de mais, e não sou eu quem está exagerando.


Mesmo que uma pessoa não goste de futebol, basta andar um pouco por este país e dirá “chegou a copa do mundo“.
A maneira que as pessoas recebem a copa é inacreditável.
O único problema é que de quatro em quatro anos, o Brasil para pra assistir e pintar o país de verde&amarelo, mas esquecem de pintar de um em um segundo o branco&vermelho.
PEACEANDLOVE!

– Ozzim, L.