.o que existe entre você e alguém X o olhar que existe lá fora.

Algumas riquezas não têm necessidade de serem exibidas.
Só as pessoas envolvidas precisam saber o que existe entre você e o seus pais, você e o(a) seu(sua) melhor amigo(a) ou até mesmo você e o(a) sua(seu) namorado(a).
Porque a partir do momento que você exibe o que existe entre alguém e você para o mundo, está sujeito às opiniões alheias, boas e ruins, sobre o que está exibindo e é daí que surgem os mais comuns motivos para acabar tudo, caso uma pessoa for frágil demais a essas opiniões.


Acabar tudo o que existe sabendo que se não fosse escandalosamente exibido, não precisaria se acabar é inútil demais, porque um pote de ouro não se encontra em qualquer esquina.
E então quando encontrar o seu, se não estiver preparado para o olhar da sociedade, lembre-se que ninguém precisa saber o que está acontecendo entre você e alguém, porque a riqueza que vocês têm, só vocês conseguem e precisam perceber.

– Ozzim, L.

Anúncios

.essa gente que causa um efeito diferente na gente.

Tem gente que a gente vê todo dia.
Gente que a gente olha a cara daquela gente o tempo todo e acaba por decorar,
aquele rosto, daquele gente repetida,
gente que a gente olha, mas nem liga.
Gente que a gente dá um bom dia,
relaxado,
que seria até melhor se a gente ficasse calado.

Mas tem gente que a gente vê um ou dois dias.
E é essa gente que consegue mudar nossas vidas.
seja lá na amizade ou no amor.

– Ozzim, L.

.o amor apenas TENTA ser descrito.

Acho relamente que as pessoas nunca sabem REALMENTE o que sentem, só tem um ACHAR do que está rolando por dentro, mas SABER, ninguém sabe.
Só sente.
Mas também não é preciso saber, é preciso sentir. E só.
O que eu estou dizendo é que: você sente e PENSA ‘estou sentindo tal coisa‘, que tem um nome ‘amor‘ ou ‘paixão‘, mas nunca sabe explicar o que é nem como é.
E então você demonstra, com palavras, com elogios, com presentes, aneis, frases de música, com cartas ou buquês de flores.


Apenas uma TENTATIVA de dizer o que está acontecendo dentro de você por causa da pessoa, transformando tudo em palavras: como é sensacional estar perto dela, o quanto te faz bem, mas não explica o amor que sente ou a paixão que sente, você tenta, mas nunca é algo exato e concreto.
E mesmo tentando, a maioria das explicações não vão chegar aos pés de um olhar, não precisam de palavras, um olhar ou um gesto basta.
E quer saber? A REAL mesmo é que nenhum ser humano NO MUNDO até hoje conseguiu explicar o que é realmente o amor ou a paixão.

– Ozzim, L.

.o fim.

Triste quando chega ao fim, mas o mais triste é COMO chega ao fim.
Porque na maioria das vezes cada um vai pro seu lado e ZÁS! quando você vai olhar pra trás, não sobrou mais nada.
Nem as cinzas… tudo vira fumaça e desaparece.
O bom é quando acontece o contrário.


Uma pessoa tenta pelo menos juntar os cacos de um vaso que quebrou, tendo quase certeza que iria ser só ela fazendo aquilo, mas ao levantar a cabeça vê a outra pessoa ajudando a colar o que sobrou de tudo.
É CLARO que ficam as cicatrizes da colagem, mas nada que o tempo não vá consertar – não totalmente.
E sempre, SEMPRE eles vão tentar enxergar as cicatrizes e autamaticamente lembrar o que gerou essas marcas.
Esses são só mais dois erros que qualquer ser humano comete.
Inão tentar juntar o que se fez em mil pedaços.
II – sentir arrependimento ao olhar as marcas que ficaram.

– Ozzim, L.